Por que humanizar sua marca em tempos de crise?

 
FacebooktwitterpinterestlinkedinFacebooktwitterpinterestlinkedin

Houve momentos na história em que as relações ficaram mais frias entre clientes e empresas. Mas isso ficou para trás! Já não é de hoje que humanizar sua marca é fundamental para estabelecer um canal aberto e significativo com o consumidor final, principalmente durante essa crise, que vem exigindo maior empatia das companhias. Mas, você aplica essa estratégia de marketing nos seus negócios?

Qual a importância de humanizar sua marca?

Empresas que permanecem no perfil “robótico” nas redes sociais estão se tornando ultrapassadas, ao menos com seu conteúdo, independentemente do quão interessante ele possa ser. Isso porque os usuários não se sentem mais atraídos por atendimentos e contatos impessoais e buscam por relações mais próximas e interativas. Despertar um vínculo emocional no seu público-alvo é alcançar maiores resultados, isso porque os usuários precisam se identificar com a marca. As empresas não podem mais vender apenas produtos e/ou serviços, elas precisam proporcionar experiências. E isso inclui as emoções positivas estimuladas nos consumidores. Por exemplo, uma empresa de roupa: além de se preocupar com a qualidade do seu material, ela também precisa demonstrar preocupação com uma produção socialmente consciente. Ou seja, com redução de poluição e com meios de trabalho dignos aos seus colaboradores.

Como humanizar sua marca?

Humanizar sua marca é um processo que demanda estratégia de branding, ou seja, de posicionamento da imagem. Para isso, é necessário o desenvolvimento de algumas ações de marketing para fixar os princípios da empresa, bem como sua cultura organizacional para que ela seja refletida aos usuários.

Esse processo deve ocorrer de forma natural e dinâmico, para que os consumidores comecem a se identificar com a marca. Separamos alguns pontos importantes na humanização da empresa:

Personalização da marca

Como falamos, o usuário quer se identificar com a marca, e isso significa se reconhecer no estilo dela. Mas, como seria isso? Além dos valores da empresa, o consumidor vai avaliar como a companhia se posiciona, sua linguagem e conteúdo nas redes sociais. Por exemplo, se a marca é “divertida” ou mais “elaborada”, mas sempre humanizada e próxima.

Marketing não invasivo

Humanizar a marca é uma ação de marketing, mas esses movimentos não devem ser invasivos, para não tornar o conteúdo “marketeiro” voltado para vendas, apenas. Esse processo de humanização requer despertar vínculo de confiança, que pode ser conquistado através do inbound marketing. Essas práticas não visam resultados imediatos, como no caso das publicidades tradicionais. O objetivo é criar uma relação de identificação com o usuário e manter um canal de comunicação e interação com eles. A médio prazo, essas ações fidelizam os clientes e facilitam as conversões.

Apresente sua equipe

Apresentar os colaboradores da empresa é uma experiência positiva para o usuário, pois firma a confiança e a aproximação. Muitas empresas têm utilizado as redes sociais para mostrar aos seus seguidores um ambiente descontraído de trabalho, demonstrando personalidade.

Ouça seu consumidor

Toda estratégia de marketing é voltada para alcançar o consumidor final. Dito isto, é essencial sua marca ter um canal de comunicação aberto com eles, pois assim os usuários se sentem mais próximos e assistidos. Ouvir o consumidor é propor a ele uma experiência positiva de conexão com a empresa.

Zonas de identificação

Especialistas apontam que um pessoa toma cerca de 30 mil decisões por dia, sendo 95% de forma intuitiva e emocional. Pensando nisso, a Opinion Box, empresa especializada em pesquisas de mercado, desenvolveu em 2019 um estudo que avaliou 250 grandes marcas de diferentes segmentos. O objetivo da pesquisa foi medir o vínculo emocional dos consumidores com as empresas através de suas experiências. O resultado foi pontuado em formas de selos:

  • Lovers – nota de 87,5 a 100. Faixa que demonstra forte identificação dos usuários com as marcas;
  • Potenciais lovers – nota de 75 a 87,4. Faixa de marcas que estão trabalhando a humanização e despertando conexões com os usuários;
  • Indiferentes – nota de 60 a 74,9. Faixa destinada às marcas que não despertam nenhum tipo de emoção nos consumidores;
  • Potenciais haters – nota de 40 a 59,9. Zona de alerta para marcas que podem despertar emoções negativas aos usuários;
  • Haters – nota de 0 a 39,9. Faixa de fortes emoções negativas nos usuários em relação à marca. A imagem da empresa está em crise.

Estratégias de humanização de marca é na Fizzing 360º

Estratégias para humanizar marcas requerem um time qualificado em marketing, pois engloba vários planos de ação para tornar a prática bem sucedida. E na Fizzing, você encontra profissionais experientes e capacitados para atender você nesse momento. Entre em contato conosco!

Fale com a gente pelo WhatsApp e veja como podemos revolucionar o seu negócio!

FacebooktwitterpinterestlinkedinFacebooktwitterpinterestlinkedin
The following two tabs change content below.
Fizzing 360°

Fizzing 360°

Blog oficial da Fizzing 360°, agência de marketing digital e comunicação integrada com sede no Rio de Janeiro, mas que atende clientes de todo o Brasil. Fundada em 2011, temos expertise em gerenciamento de comunicação, integrando ações online e offline.