Uso pessoal das redes sociais nas empresas: permitir ou proibir?

Homem discutindo com mulher que está ao notebook | Uso pessoal das redes sociais nas empresas: permitir ou proibir?

Com o surgimento da internet móvel, ficou impossível deixar os colaboradores das empresas distantes das redes sociais, plataformas essenciais para o marketing digital, inclusive institucional e empresarial. Por isso, muitas organizações começam a pensar se vale mesmo proibir o uso dentro do local de trabalho, uma vez que o funcionário pode ter acesso através de dispositivos móveis como smartphones e ipads, e o uso clandestino por parte desse funcionário pode ser mais maléfico à rotina de trabalho do que o uso liberado dessas ferramentas.

Vantagens e desvantagens do acesso livre às redes sociais

O tema vem sendo bastante discutido nos departamentos internos que cuidam das rotinas de trabalho dos funcionários. Ao mesmo tempo em que as redes sociais podem ser ferramentas de integração com a própria empresa, elas podem servir como distração e causar a queda de rendimento e produtividade.

Com cada vez mais empresas apostando em mídias sociais, como ter um perfil na rede se seus próprios funcionários não podem acessá-lo do local de trabalho? Esse paradoxo não é nada bom para o marketing digital e o relacionamento da empresa com os funcionários, e deve ser evitado.

Como solucionar o impasse?

A solução não é proibir, e sim educar e conscientizar os colaboradores das empresas, uma estratégia utilizada pela comunicação interna. A exemplo dos fumantes, que para cada cigarro fumado, perdiam 10 minutos, e, consequentemente, esses minutos eram acrescentados no horário de trabalho fazendo-o fumar menos, cobrar resultados dos colaboradores é uma boa prática, pois o influencia a usar as ferramentas de forma consciente. Estando em dia com as obrigações na empresa, e sabendo dosar a intensidade do uso, liberar as redes sociais no trabalho parece ser o melhor caminho a se seguir.

MARCAS DEVEM INVESTIR NAS REDES SOCIAIS

Hoje o mundo é digital! Por isso, muitas empresas estão se adaptando a este novo cenário e formas de trabalhar. Além disso, a transformação digital está levando cada vez mais as marcas para as redes sociais. A dosagem do uso das plataformas pelos colaboradores deve ser uma questão a ser discutida pela equipe de RH, mas a Organização sem dúvidas deve buscar a modernização, trabalhando uma comunicação institucional e humanizada através dos perfis sociais.

Você deve se perguntar por qual motivo – Simples! O mercado valoriza marcas que humanizam suas atividades e interagem com seus consumidores. Além de fidelizar estes, as marcas podem conquistar novos admiradores e clientes. Claro que para essa comunicação ser assertiva é necessário um planejamento de marketing digital elaborado.

COMUNICAÇÃO DIGITAL NA FIZZING 360º

Antes de implementar qualquer tipo de ação, estratégias de marketing empresarial e digital devem ser estudadas com cautela por uma equipe qualificada no assunto. A Fizzing 360º, agência de marketing e publicidade, possui especialistas em planejamentos de marketing que atuam no mercado há anos. Entre em contato conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *